Low Carb X mortalidade

Dieta Low Carb pode diminuir até 4 anos da sua vida? Será que assim mesmo?



Recentemente um estudo publicado pela The Lancet Publich Health gerou e tem gerado muito burburinho nas redes sociais.

O estudo relaciona a famosa dieta Low Carb com a mortalidade. E é sobre isso que vamos falar hoje!



Pra quem não tem o costume de ler artigos científicos, a primeira dica é ler a metodologia e entender-la, além de analisar as limitações do estudo e o público estudado.

O que está acontecendo nas redes é um exemplo claro do que não se deve fazer, ou seja, pegar qualquer informação que é jogada para o público e acreditar. Oras, basta pensar um pouco, a dieta Low carb não era defendida com unhas e dentes como a oitava maravilha do mundo? Como pode ser que agora a mesma dieta pode tirar 4 anos da sua vida? Não faz sentido nenhum.


Vamos as explicações:

A dieta Low Carb é uma manobra nutricional que consiste na restrição em gramas de carboidratos da dieta. Pra início de conversa Low Carb não é No Carb como vemos por aí. Como disse anteriormente é uma manobra nutricional e deve ser feita pelo profissional, o Nutricionista e tão somente ele. Ela pode sim, trazer inúmeros benefícios quando bem aplicada e ainda mais para públicos específicos como mulheres com ovários policísticos e diabéticos.

No entanto a restrição dos carboidratos não é o único parâmetro de aplicação desta dieta, deve-se avaliar a qualidade dos carboidratos ingeridos, a quantidade e a qualidade de frutas, verduras e legumes (FLV's) e da mesma forma a quantidade e qualidade das gorduras e proteínas da dieta. Não é uma tarefa fácil, muito menos simples e é exatamente por isso que o Nutricionista estuda para poder aplicá-la no melhor momento.

A dieta Low Carb nunca foi a única opção de dieta. Também nunca foi a oitava maravilha mundial. Como disse, é uma manobra que pode ser eficaz para públicos específicos. Existem milhares de outras manobras utilizadas tão eficazes quanto. A única forma de saber qual é a que melhor e qual se adequá para você é consultando um profissional.

Voltando ao estudo, os pesquisados analisaram uma dieta que variava de 500 a 4200 kcal em homens e mulheres, mas não especificaram a qualidade dos carboidratos desta dieta. Além disso o estudo mostrou que o índice de mortalidade foi maior no grupo que ingeriu gordura e proteína de origem animal em relação ao grupo de origem vegetal. Outro ponto que necessita de análise, pois nos dois grupos isso se deu de forma desacerbada, ou seja, não houve um controle. Uma vez que o estudo é observacional, não pode haver interferência dos pesquisadores.

Qual a melhor saída?

Não acreditar em tudo que se vê por aí, pesquisar, e ir á um profissional pois somente ele estará capacitado para te dar recomendações personalizadas. Melhorar sua relação com o alimento e a maneira como você enxerga a alimentação e a nutrição. Não existe fórmula mágica para o emagrecimento. Não existe vilões e mocinhos na alimentação. Existe equilíbrio, alimentação consciente e prazerosa. Isso é nutrição de verdade!

#Nutricioniza


157 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo